domingo, setembro 26, 2004

Esta semana:

Del-O-Max - Del-O-Max (2002)



Acredito que de alguma forma vocês já ouviram falar dessa banda. Seja pelo número de shows em São Paulo ou em Campinas - cidade de origem da banda -, ou por um dos shows mais importantes que a banda fez em 2004, abrindo para a banda escocesa Teenage Fanclub. Fato é, se ainda assim vocês não fazem a menor idéia de quem seja o Del-O-Max, logo logo vão saber.

E um primeiro passo para isso é ouvir esse CD-demo lançado em 2002. "Del-O-Max" é um CD cru, deixando claro que uma das características mais marcantes da banda é o Lo-Fi. É claro, a produção independente - o disco foi gravado ao vivo num estúdio - ajuda muito nisso, fazendo com que o CD nos deixe ver só um pouco da potência da banda. Ao vivo, bom, ao vivo a história é completamente diferente. Mas por enquanto vamos nos ater ao CD.

Com oito faixas, a primeira coisa que nos chama a atenção é a formação da banda: são dois baixistas, um guitarrista e um baterista. Se desprendendo do usual, talvez essa característica peculiar da banda faça mais diferença na parte visual e conceitual (fugindo do esquema duas guitarras, baixo e bateria) do que na sonora. Independente disso, "Del-O-Max" é um apanhado de toda produção índie dos últimos anos, e, como afirma a própria banda, discretamente tem algo da linguagem jazzística.

"Rock as I am" deixa claro uma característica que será parte de todo restante do CD: as guitarras seguem uma linha mais melódica, indo contra o peso do baixo. Só para ter como base, lembra um pouco Sonic Youth. A segunda faixa, "Hot for You" tem uma linha de baixo ("lead-bass") que dita o andamento da música, enquanto essa varia entre momento de peso e momentos de guitarras quase dedilhadas. "Dear Lou" cria todo um clima melancólico com guitarras e baixos distorcidos, microfonias, etc, enquanto "Rechargeale" mostra um lado quase surf-music da banda pelos vocais e, mais uma vez, a linha de baixo - só que agora o "rithim-bass".

"Drugstore pubs selling cars", a faixa cinco ressalta a levada pop da guitarras; "Single bed", talvez a mais pop do CD, mistura os vocais e guitarras melódicas com baixo distorcido, resultando numa das melhores músicas do disco; "Aspirins" começa com uma pegada rápida e vai assim até o fim, com apenas algumas brecadas durante a música, chegando quase a lembrar algumas bandas clássicas de rock'n'roll como Steppwolf ou Doors; fechando o disco "Black dog (drinking beer)", quase bossa-nova onde talvez a linguagem jazzística mais apareça durante todo o disco.

Del-O-Max é formado por Ryozo (bateria), Henrique (baixo), Campos (baixo e voz) e Strukel (guitarras). Além de "Del-O-Max", lançado em 2002, já está circulando "Jail-O-Time", single da banda com três faixas. Para ter acesso aos discos, agenda e outras informações da banda, é só entrar no site deles.